terça-feira, 20 de março de 2012


Antecipemos o DIA MUNDIAL DA POESIA com este belo poema da nossa querida amiga e autora Lurdes Breda...

E porque amanhã é o Dia Mundial da Poesia, aqui fica um poema da minha autoria, inspirado nas palavras do editor Vitalino José Santos. Viva a Poesia!

Façamos nascer a poesia

Façamos 
Nascer a poesia!

Cultivemo-la
Em searas de papel,
Como quem
Semeia trigo
No ventre da terra.

Demos-lhe
Beijos de chuva
Por entre 
Raízes sem chão,
Folhas
E palavras secas.

Mondemos-lhe 
Os verbos tristes
E a mágoa
Das frases,
Com que espreita
O voo das andorinhas.

Ofertemos-lhe o sol,
Em adjetivos de luz,
Para amadurecer os versos,
Ainda verdes de esperança.

Descubramos-lhe 
Ceifeiras 
Com sede 
De poemas
Abertos em flor.

Sopremos-lhe
O vento,
Numa cantiga
De embalar,
Para fazer girar,
As velas dos moinhos.

Inventemos-lhe
Moleiros e poetas,
Que transformem
As palavras em pão,
E gente com fome
Da poesia, que nasce,
Avulsa e livre, 
Pelos trigais
Dos nossos poemas.